13 de outubro de 2021

Sonora Brasil 2021 terá participação de cantoras e grupo indígena de Alagoas

Projeto será realizado de 19 de outubro a 12 de novembro em formato digital

As cantoras alagoanas Ana Galganni, Dêza e Fernanda Guimarães e o Grupo Dzubucuá, da aldeia Kariri-Xocó, Zona Rural de Porto Real do Colégio, vão representar Alagoas na programação da próxima edição do Sonora Brasil. O projeto será realizado em formato digital, no período de 19 de outubro a 12 de novembro, com a participação de 100 mulheres artistas e de 19 grupos indígenas de 21 estados brasileiros e do Distrito Federal (DF).

Em razão da pandemia da Covid-19, todas as atividades que integram o Sonora Brasil ocorrem em formato digital. As apresentações das cantoras alagoanas e do grupo indígena Dzubucuá vão abrir a programação do projeto na terça-feira (19), a partir das 18h30, e serão transmitidas por meio do canal do Sesc Alagoas no YouTube (https://bit.ly/3nZ1BJf).

A primeira apresentação será do grupo Dzubucuá, às 18h30, e a segunda das cantoras alagoanas, às 20h. A edição deste ano do Sonora Brasil terá dois temas simultâneos: “Líricas femininas: a presença da mulher na música brasileira” e “A música dos povos originários do Brasil”. O primeiro tema está relacionado à representatividade de gênero, dando enfoque à presença feminina na música brasileira.

Já a segunda parte da programação tem por objetivo colocar em evidência a diversidade musical e estética dos povos indígenas, apresentando expressões artísticas baseadas nas vivências cotidianas e ritualísticas destes grupos. As apresentações que vão representar Alagoas na programação do projeto foram gravadas, no mês de agosto, nos teatros das unidades Sesc Centro e Sesc Arapiraca.

Sonora Brasil

O projeto tem a finalidade de apresentar ao público brasileiro as mais diversas manifestações culturais do País, por meio de apresentações musicais de artistas e grupos de territórios isolados e interiorizados e de áreas urbanas, evidenciando a pluralidade da música brasileira.

As estéticas e as narrativas que historicamente são colocadas à margem são levadas em conta para a elaboração, a curadoria e a realização do Sonora Brasil, que é uma ação integrada entre o Departamento Nacional e os Departamentos Regionais do Sesc.

 

13 de outubro de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *