9 de junho de 2021

Alunas de Ginástica Rítmica realizam apresentação junina na Unidade Sesc Poço

Com roupas típicas de São João, 14 alunas da GR dançaram música “O Xote das Meninas”, de Luiz Gonzaga

A cultura nordestina tomou conta do Espaço Recreativo e Cultural da Unidade Sesc Poço, durante a apresentação de dança realizada por 14 alunas da turma de Ginástica Rítmica (GR), na tarde desta quarta-feira (9). Respeitando todas as medidas de segurança para evitar a proliferação da Covid-19, o evento contou com a presença de pais e responsáveis das alunas na plateia.

Com roupas típicas de São João e movimentos que uniam dança clássica e popular, as alunas dançaram ao som de “O Xote das Meninas”, um clássico do consagrado músico nordestino Luiz Gonzaga. Apaixonada por dança desde quando ainda estava na educação infantil, a estudante Letícia Marinho, 10 anos, definiu o retorno ao palco como uma experiência “muito top”.

“Foi muito bom voltar ao palco, pois estava com saudade dessa adrenalina. Por conta da pandemia, nunca mais havia participado de uma apresentação como essa. Eu sempre quis ser bailarina e sou apaixona pelas artes, principalmente, pela dança. Então, com certeza, vou sentir falta disso durante as férias”, contou.

As aulas de GR estão acontecendo na sala de ginástica da Unidade Sesc Poço, de terça a sexta-feira, com a participação de 30 alunas, com idade entre 8 e 18 anos e renda bruta familiar de até três salários mínimos, separadas em duas turmas.

As estudantes participam das atividades gratuitamente, já que a Escolinha de Ginástica Rítmica é uma das ações realizadas por meio do Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG), que destina um terço da Receita de Contribuição Compulsória Líquida do Sesc Alagoas a ações no âmbito da educação básica e continuada, e a outras ações educativas desenvolvidas pela instituição nas áreas da saúde, cultura e lazer.

“É um incentivo que não nos custa porque o Sesc oferece essa oportunidade a crianças que não têm condições financeiras para pagar. Essa iniciativa contribui muito para a realização do sonho da minha filha, que está muito feliz e realizada”, disse Patrícia Marinho, mãe da Letícia.

A professora de GR Fabiana Rodrigues explica que o objetivo do evento foi celebrar e valorizar a cultura nordestina por meio da dança. “Devido à pandemia, fizemos uma comemoração junina bem simples e intimista. Não poderíamos ‘deixar morrer’ a época mais esperada pelo nordestino, não poderíamos permitir que as nossas alunas de GR não vivenciassem a nossa cultura popular e a sensação de viver o mês junino através da dança”, ressaltou.

9 de junho de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *