26 de novembro de 2020

Sesc Alagoas exibirá concerto do músico Nícolas Porto amanhã (27)

Espetáculo será exibido amanhã no perfil oficial do Sesc Alagoas no Instagram (@sescalagoas), a partir das 19h

O violonista alagoano Nícolas Porto será a atração do projeto Sesc Partituras, uma iniciativa que tem por objetivo difundir e preservar o patrimônio musical brasileiro, por meio da seleção de artistas de música erudita. O músico selecionado realiza concerto no Teatro Jofre Soares, localizado no Sesc Centro, e ainda tem a oportunidade de inserir as músicas escolhidas para o repertório do concerto na biblioteca digital do Sesc Partituras.

O concerto do músico Nícolas Porto será exibido amanhã (27), a partir das 19h, no perfil oficial do Sesc Alagoas no Instagram. Em virtude da pandemia do novo coronavírus, os espetáculos musicais do projeto Sesc Partituras estão sendo gravados, no Teatro Jofre Soares, para serem exibidos, posteriormente, em formato digital.

Aos 23 anos de idade, o violonista Nícolas Porto já coleciona uma trajetória de pelo menos 14 anos na música erudita. “O meu primeiro recital foi feito aqui no Teatro Jofre Soares, quando eu tinha nove anos. De lá pra cá, eu toquei outras vezes aqui, toquei em outros estados, mas é sempre especial voltar aqui, sempre traz boas memórias dessa época de aprendizado”, recorda.

Nícolas é filho de professor de música e, atualmente, estuda música na Universidade Federal de Goiás (UFG). O músico já havia participado do Sesc Partituras, em 2017. Para ele, apesar do novo formato, realizar uma nova apresentação no Teatro Jofre Soares continua sendo uma experiência emocionante.

“Dentro desse contexto pandêmico, a gente fica sempre com expectativa acerca de eventos que possam trazer um pouco de alento às pessoas. E, de certa forma, eu deposito uma expectativa de que esse momento pode ser de degustação para mim e para quem irá assistir também”, destaca.

Para o concerto, o músico escolheu o título “Violão Brasileiro”, reunindo no repertório compositores de diferentes épocas e regiões brasileiras, como Lorenzo Fernandes, César Guerra-Peixe, Tó Teixeira, Américo Jacomino (Canhoto), Carlos Alberto Pinto Fonseca e Josué Costa.

Segundo o violonista, o repertório escolhido para o concerto “Violão Brasileiro” dialoga com a diversidade musical presente na biblioteca digital do Sesc Partituras. “O catálogo deste projeto é riquíssimo. Você tem um panorama de obras para todos os gostos, desde violonistas que têm uma pegada mais acadêmica ou vanguardista, até violonistas que conservam dentro de um imaginário popular, tocando obras dentro daquela influência da sua cultura”, defende.

A realização do concerto é a última etapa do Sesc Partituras, que realiza a seleção de artistas solo e grupos de músicas erudita por meio de editais. De acordo com o analista em música do Sesc, Júlio Cesar Silva, esta é a 24ª edição do projeto. “A gente abriu um edital e convocou pessoas voltadas para a música de concertos, concertistas, para propor um concerto dentro do seu instrumento. No nosso caso aqui, a gente vai ter de violão, mas poderia ser de canto e piano, quinteto de cordas ou um trio de violoncelo, piano e violino, por exemplo”, explica.

Ainda de acordo com ele, por meio do projeto, o Sesc tem fomentado a música erudita no estado. “Dentro dessa área de música de concerto, temos, inclusive, poucos espaços, mas tem um poder criativo que está na base disso tudo que é muito grande. O Sesc já é habitualmente um espaço para músicos locais, para músicos que estão fora do contexto de mercado e o Sesc Partituras veio para somar nesse sentido, mas voltado para o segmento de música de concerto”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *