5 de outubro de 2020

Jogando e Aprendendo a Viver celebra o Dia das Crianças

As 70 crianças assistidas pelo projeto receberam kits com revista educativa, uma squeeze, uma escova de dentes e uma mensagem especial

O Dia das Crianças para os integrantes do projeto Jogando e Aprendendo a Viver foi diferente, pois 2020 está sendo um ano totalmente atípico em decorrência da Covid-19. No entanto, a comemoração aconteceu e antecipadamente, no último sábado (03.10), no Sesc Guaxuma, com a entrega de kits para os pequenos.

O kit, composto por uma revista educativa, uma squeeze, uma escova de dentes e um cartão com uma mensagem especial, foi entregue às crianças assistidas pelo projeto, que integra o Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG).

Janderson Estevam, 10 anos, mora em Garça Torta e participa das diversas atividades esportivas e educativas sobre saúde. “O esporte trabalha a noção de limite e respeito. Por meio das atividades, aprendem a interagir, a trabalhar em equipe e tornam-se proativos. Agora, meu filho entende que tem deveres. Com o projeto, ele melhorou o comportamento dentro de casa e no colégio”, relata a mãe de Janderson, Naelza Galdino.

Érica Silva é mãe de duas participantes do Jogando e Aprendendo a Viver, Fernanda Silva, 11 anos, e Maria Eduarda Silva, 8 anos. “Minhas filhas jogam futebol, fazem natação e realizam várias atividades recreativas. Isto é importante para elas, pois ajudam no processo de educação e de desenvolvimento. Até a relação entre as duas melhorou”, comenta Érica.

Formação cidadã

Jogando e Aprendendo a Viver contribui para a formação cidadã de crianças em situações de vulnerabilidade social, por meio do esporte e ações educativas. Além disso, mensalmente, o projeto promove um encontro com os pais para conversar sobre temas que envolvem as crianças.

As 70 crianças atendidas pelo projeto têm entre 7 e 12 anos, estão devidamente matriculadas na rede de ensino e a renda familiar corresponde a até três salários mínimos. As atividades acontecem de março a dezembro. Além de iniciação esportiva e ações educativas em saúde que possibilitam o incentivo das potencialidades, valorizam as práticas promotoras de saúde e seus fatores condicionantes, na região em que residem.

As práticas esportivas acontecem nas modalidades natação, futsal, futebol, basquete, vôlei, handebol e jogos de salão. Não tem acontecido em função da necessidade de afastamento social.