7 de outubro de 2020

Arte-educadora alagoana aborda o consumo da cultura entre as crianças

Camila Melo é a convidada para fazer a live do projeto nacional, Sesc Cultura ConVida

O projeto Sesc Cultura ConVIDA traz a arte-educadora alagoana, Camila Melo, para uma live no próximo dia 09.10, às 16h30, pelo canal www.youtube.com/user/SescBrasil . O tema “Com quem falamos e porque falamos?” levará a várias reflexões. Na oportunidade, a arte-educadora vai propor uma conversa no sentido de saber qual cultura queremos que as crianças consumam. Mais do que isso, qual legado está sendo deixado para as futuras gerações. O “Diálogos sobre descolonização da Arte” é o tema que a proposta de Camila foi inscrita.

A proposição de Camila trará inquietações. Ela vai indagar de que maneira os fomentadores culturais está passando essa mensagem. Para ilustrar, a convidada trará um estudo de caso sobre o bairro de Jaraguá, em Maceió.

Oito artistas alagoanos participam do Sesc Cultura ConVIDA que tem como proposta incentivar a produção artística em todas as vertentes e levar as apresentações para dentro das casas da plateia. O projeto foi criado, pelo Departamento Nacional do Sesc, em função das mudanças de comportamento social causadas pela pandemia da Covid-19. É uma forma de manter o trabalho de fomento, difusão e incentivo à produção artística nacional.

A arte-educadora vai abordar o processo de retirada dos pescadores de Jaraguá fazendo um paralelo com as edificações seculares do bairro que tomaram outras cores e grafias, com o pixo e o grafite que se fizeram presentes. “Meu trabalho caminha em consonância com a valorização da arte, dos artistas locais e do fortalecimento da cultura do povo ao qual faço parte e que historicamente sobrevive nas entrelinhas e tem seu trabalho encaixotado no nicho do popular e/ou do artesanato”, explica.

Camila, quando mediadora, em suas experiências como estagiária do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) Alagoas e bolsista no Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore, buscou conectar os visitantes a proposta dos espaços. “Ambos os locais em que pude trabalhar, falavam sobre cultura/arte popular e estavam localizados em Jaraguá. Nem sempre meu público, principalmente, os jovens das escolas públicas ou de bairro, conseguiam se conectar com o que estava sendo dito e mostrado. Que cultura é essa que é popular, que vem do povo, mas que eu não me enxergo? Que negócio é esse que não dialoga comigo? Que coisa é essa de ser artista que não põe comida na mesa e que eu só vejo no museu?”, questiona.

Para a arte-educadora, levar Jaraguá para as mediações mudou tudo. Segundo ela, questionar sobre porque o prédio grande é patrimônio e o barraco do outro lado da rua enfeia a orla marítima mudou tudo. “Enfrentar o discurso ensaiado e institucionalizado é urgente. Nos comprometer com a formação artística cultural e diversificada de nossas crianças é, mais do que nunca, um dever”, afirma. A live de Camila terá como mediador o analista do Departamento Nacional do Sesc, Leonardo Borges. Mais informações: https://www.sesc.com.br/portal/site/convida/

Serviço:

Live: “Com quem falamos e porque falamos?

Arte-educadora: Camila Melo

Quando: 09 de outubro de 20202

Hora: 16h30

Canal: www.youtube.com/user/SescBrasil