12 de março de 2020

Palestra sobre empreendedorismo social inicia reuniões do Mesa Brasil

A proposta do programa não é apenas assegurar alimentos, mas é também contribuir para que as instituições beneficiadas possam dispor de novos horizontes

A primeira reunião de Fortalecimento da Rede de Solidariedade Mesa Brasil para a modalidade sistemática, voltada para as instituições beneficiadas pelo programa que recebem as doações periodicamente, aconteceu hoje (12.03), na Unidade Sesc Poço. Na ocasião, o coordenador do Instituto Mandaver, Carlos Jorge dos Santos, proferiu palestra sobre o Empreendedorismo Social. O propósito do palestrante foi despertar as instituições para apostar em gestão a fim de oportunizar condições de desenvolvimento das comunidades.

Na oportunidade, o palestrante convidado relatou a história do Instituto que trabalha com cultura, esporte e qualificação profissional na comunidade do Vergel do Lago. Para Carlos Jorge, é condição que as instituições conheçam sobre empreendedorismo social. “O foco é colocar gestão no processo para crescer, desenvolver gente, usar o Mesa Brasil como ferramenta para o desenvolvimento das comunidades”. Na última terça-feira (10.03), o apresentador Luciano Hulk visitou o instituto coordenador por Carlos e vai compartilhar em seu programa as ações desenvolvidas no projeto.

As reuniões colaboram para integrar as instituições, trocar experiências e atualizar as organizações participantes sobre as normas do projeto. A coordenadora do Mesa Brasil Sesc, Alinne Fernandes, explica o porquê da escolha de Carlos Jorge para proferir a primeira palestra de 2020. “Ele faz parte de uma instituição que tem o foco parecido com o nosso, inclusão social. Trouxemos ele para que os representantes presentes possam se ver no mesmo lugar que o Carlos que veio de uma comunidade. E hoje, é um empreendedor social”.

A presidente do Grupo Nova Vida, Selma Maria da Conceição, trabalha com atividades recreativas na terceira idade, no bairro de Chã da Jaqueira. Selma relata que, muitas vezes, o alimento doado pelo projeto é a única refeição que os beneficiários vão ter em casa. Ela vê nas reuniões do Mesa Brasil uma oportunidade para potencializar as atividades desenvolvidas na comunidade. “Hoje, aprendemos sobre empreendedorismo, organização, vou compartilhar as informações e colocar em prática no projeto que participo”, declara.

O Mesa Brasil contempla 82 instituições na modalidade sistemática. Entre elas, a Associação Espírita Nosso Lar, no bairro do Vergel do Lago. A representante da associação, Jaqueline Eudete de Gonzaga, explica a importância do Mesa Brasil nas atividades desenvolvidas dentro da comunidade. “O Mesa Brasil é de grande importância para nós porque a comunidade vive totalmente à margem da sociedade e necessita muito dos alimentos que o projeto oferece. O programa não se resume apenas em alimento, é um trabalho em equipe que também apoia e presta assistência às instituições”, afirma Jaqueline.