25 de outubro de 2019

Sesc Arapiraca recebe 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos

As sessões do Circuito Difusão serão realizadas na Unidade Sesc Arapiraca, nos dias 18 e 19 de novembro

Fomentando a história do cinema, o Sesc Alagoas realiza atividades destinadas à criação, difusão, fruição e à preservação de conteúdos audiovisuais. Nessa perspectiva, a Unidade Sesc Arapiraca será um dos pontos de exibição das sessões do Circuito Difusão da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, nos dias 18 e 19 de novembro. O evento, que  promove cinema, cultura e educação em direitos humanos, terá acesso gratuito.

 

Sobre a Mostra: 
Em 2018, reunimos duas importantes celebrações: os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e os 30 anos da Constituição da República Federativa do Brasil. Longe de serem apenas conceitos filosóficos e jurídicos, os Direitos Humanos são valores universais e a Declaração Universal dos Direitos Humanos é uma das mais importantes propostas do século XX, construída de maneira plural e participativa, com o objetivo de garantir os Direitos Humanos e as liberdades fundamentais para todas as pessoas. Em âmbito nacional, a Constituição Federal se inspira nessa proposta e contribui diretamente para o avanço dos Direitos Humanos no Brasil por meio de políticas públicas. Exemplo dessas políticas públicas é a Mostra Cinema e Direitos Humanos, que há mais de uma década contribui para a formação de uma nova mentalidade coletiva para o exercício da solidariedade, do respeito às diversidades e da tolerância, por meio do apoio à consolidação da cultura e da educação em Direitos Humanos, utilizando a linguagem audiovisual para ampliar espaços de informação e debate sobre Direitos Humanos.

Na 12ª edição o tema é a celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e, inspirada nos seus 30 artigos, abordará os mais diversos temas: cidadania LGBT e enfrentamento da LGBTfobia, direitos de crianças e adolescentes, direitos das mulheres, democracia e participação política ativa, imigração, direitos das pessoas com deficiência, diversidade religiosa, direitos da população indígena e de comunidades e povos tradicionais, direito humano à alimentação adequada, dentre tantos outros. Vale lembrar ainda que as obras audiovisuais contêm recursos de acessibilidade como closed caption, audiodescrição e janela de Libras. A Mostra Homenagem trará a obra de Milton Gonçalves, um dos mais importantes atores da atualidade, cuja trajetória no cinema brasileiro apresenta diferentes olhares sobre muitas das temáticas urgentes para a sociedade brasileira. O momento é de celebração e de determinação para que a cultura de Direitos Humanos no Brasil avance e se consolide. A 12ª Mostra Cinema é uma demonstração do compromisso assumido pelo Ministério dos Direitos Humanos.

 

PROGRAMAÇÃO

 

18/11, às 10h e 16h no Teatro Hermeto Pascoal – Sesc Arapiraca – Mostrinha

– A Bicicleta do Vovô | Henrique Dantas | Brasil | 22 min |

Sinopse: A Bicicleta do Vovô é um curta-metragem para crianças e adultos que aborda a relação entre avô e neto. Em um lugar muito distante, O Reino do Sertão Pelejado, homens-morcegos capturam lendas através de televisores. Surgem, então, o Super Tigre e o Mestre Conselheiro para salvar o planeta das forças malignas da Feiticeira Mabá. É contando essas histórias que Vô Rui transforma a infância do neto Cauê em um universo de aventuras e fantasias, re-significando símbolos através de um olhar mais lúdico sobre as coisas da vida.Temática: Infância / Direito da pessoa idosa / Direito da pessoa com deficiência.
– A Câmera de João | Tothi Cardoso | Brasil | 22 min |

Sinopse: Uma faixa de luz passa por uma pequena perfuração, e se faz imagem. João descobriu que fotografias são heranças.Temática: Infância / Direito da pessoa idosa / Direito da pessoa com deficiência.
19/11, às 17h no Teatro Hermeto Pascoal – Sesc Arapiraca – Mostra Temática

Heróis | Cavi Borges | Brasil | 2018 | 70 min | Documentário |

Sinopse: Três atletas olímpicos de judô. Três Heróis: Rafaela Silva, Popople Misenga e Rogério Sampaio.Temática: Direitos Humanos.
19/11, às 19h30 no Teatro Hermeto Pascoal – Sesc Arapiraca – Mostra Panorama

– À Espera | Nivaldo Vasconcelos e Sónia André | Moçambique | 22 min |

Sinopse: Em Moçambique, 39% de meninas se casam antes dos 15 anos com homens mais velhos, fazendo com que o país se encontre em décimo lugar entre os países mais afetados pelos casamentos prematuros, negando a estas meninas os seus direitos como o da Educação e de serem o que elas quiserem.Temática: Direitos da criança e do adolescente / Direitos das mulheres.
– A Rua é NÓIZ | Eduardo Cunha Souza e Pedro Cela | Brasil | 14 min |

Sinopse: A Rua é Noiz é a periferia em cena. É a gente guerreira dos bairros e favelas sob os refletores da luz do sol e da luz da lua, que iluminam a luta diária e rotineira do nosso povo forte. É uma vontade de conhecer a si mesmo, de revelar as identidades dos que moram em cada rua, beco e conjunto habitacional.Temática: Direito à cultura / Direito à educação / Inclusão Social.
– Era Um Garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones | Elias Norberto da Silva, Juana Morais, José Guntin Rodriguez, Maurício Nunes e Sandro Livramento | Brasil | 25 min |

Sinopse: Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones é um documentário sobre inclusão. Três jovens com deficiência, um deles com paralisia cerebral e outros dois autistas, encontram na música uma forma de expressão e interação social. Gabriel, Eduardo e Felipe curtem rock e, com a ajuda de um músico terapeuta e dois psicólogos, criam uma banda: Os Goiabeiras. O documentário mostra essa experiência musical, e, em especial, seu o caráter inclusivo.Temática: Direitos das pessoas com deficiência.
– Nós | Thiago dos Santos Simas | Brasil | 6 min |

Sinopse: O filme mostra a trajetória cíclica dos refugiados através dos tempos, uma reedição de acontecimentos passados.Temática: Diretos dos refugiados / Imigração.

 

“>