Alagoas
Twitter Facebook

Você está aqui: SALA DE IMPRENSA

NOTÍCIAS

Sonora Brasil em Alagoas
06 de julho de 2018
Valorizando o amplo cenário de expressões musicais brasileiras, trazendo ao palco grupos pouco difundidos, além de oportunizar ao público, o espaço de interação com profissionais da música espalhados por todo o país. Com isso, o Sesc Alagoas, dando continuidade à programação anual do Sonora Brasil, realiza mais uma edição trazendo apresentações de 10 a 13 de julho, às 20h, alternando entre Marechal Deodoro e Arapiraca.

De 10 a 13 de julho, as apresentações serão no Museu de Arte Sacra, em Marechal Deodoro, às 20h com entrada gratuita. E no dia 12, no Teatro Hermeto Pascoal, na Unidade Sesc Arapiraca, às 20h. Serão quatro grupos musicais de diferentes estados, apresentando trabalhos autênticos, ao som de música popular e erudita.

O Sonora Brasil realiza cerca de 400 concertos a cada ano, em todos os estados da Federação. Em seus 20 anos de realização foram 5.726 apresentações de 85 grupos, em mais de 150 cidades, alcançando cerca de 600 mil espectadores.

Sobre os grupos

Sociedade Musical União Josefense

Fundada em 1876, a partir da fusão de três antigas bandas, a União Josefense é uma das mais antigas do estado de Santa Catarina e está sediada na cidade de São José, na Grande Florianópolis. Formada por 28 músicos, desenvolve repertório variado, transitando por arranjos e adaptações de música popular e erudita, mas também domina repertórios tradicionais que envolvem marchas, hinos, dobrados e músicas ligadas a festividades religiosas.

No contexto do projeto Sonora Brasil seu papel é o de apresentar repertório composto originalmente para bandas de música com especial atenção aos dobrados e marchas religiosas, também cabendo ao grupo ilustrar a fase de transição na história das bandas quando se tornou habitual a inclusão de gêneros populares dançantes, típicos do ambiente das gafieiras.

Corporação Musical Cemadipe

A Corporação Musical Cemadipe é uma banda formada por jovens de Aparecida de Goiânia, cidade localizada na região metropolitana de Goiânia, capital do estado de Goiás. A Cemadipe representa as bandas civis que lidam com repertórios de marchas e hinos. Formada por naipes de metais e percussão, abordando repertórios de relevância histórica e com atenção especial a compositores goianos, o grupo também vai apresentar instrumentos de fanfarras e exemplos de seu repertório específico.

O grupo é formado por Bruno Bernardes (Trompete), Hyago Tocach (Trompete), Ismael Trindade (Trompete), Lourrainy Cabral (Trompete), Jordânia Silva (Trompa), David Souza (Trombone), Alinne Sousa (Flugelhorn), Amanda Batista (Flugelhorn), Wellington Lemos (Eufônio), Cailton Silva (Tuba), Bruno Augusto (Percussão), Mauricio Silva (Percussão), Rivenilson Silva (Percussão), Matheus Cardoso (Percussão), e regido pelo maestro Rogério Francisco.

Quinteto de Metais da UFBA

O Quinteto de Metais da UFBA apresenta repertórios no âmbito da música de concerto, que apresentam influências da sonoridade interiorana das bandas tradicionais. Repertórios encontrados, de um modo geral, na obra de compositores que também vivenciaram este percurso como instrumentistas, partindo, posteriormente, ao estudo acadêmico dedicado à composição.

O grupo é formado pelos músicos Heinz Schwebel (trompete), Joatan Nascimento (trompete), Lélio Alves (trombone), Celso Benedito (trompa) e Renato Pinto (tuba), todos professores da Universidade Federal da Bahia – UFBA.

Banda Manauense

A Banda Manauense é um grupo formado por músicos da cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, inspirado na Bandinha de Altamiro Carrilho, que era caracterizada como uma formação compacta, composta pelos naipes de madeiras, metais, percussão e um instrumento harmônico, no caso o banjo. A sonoridade do grupo e o repertório também fazem referência aos antigos ranchos carnavalescos que precederam os blocos de Carnaval e as Escolas de Samba no Carnaval carioca, dos quais Ameno Resedá é o mais lembrado até hoje. Faz parte do programa de concerto do grupo, repertórios relacionados a festividades populares da região amazônica.

O grupo é integrado pelos músicos: Claudio Abrantes (flauta), Vadim Ivanov (clarinete), Paulo Dias (trompete), Jonaci Barros (saxofone), Rodrigo Nunes (bombardino), Carlos Alexandre (sousafone), Ronalto Alves “China” (percussão) e Neto Armstrong (banjo).


SERVIÇO
Sonora Brasil
Locais: Museu de Arte Sacra – Marechal Deodoro e Teatro Hermeto Pascal – Sesc Arapiraca
Datas: 10, 11, 12 e 13 de julho de 2018 - Museu de Arte Sacra em Marechal Deodoro
Data: 12 de julho de 2018 - Teatro Hermeto Pascal na Unidade Sesc Arapiraca
Horário: 20h
Entrada Franca

POÇO: (82) 2123-2440 ou 0800 284 2440 GUAXUMA: (82)2123-2800
CENTRO: (82) 3201-1350 JARAGUÁ: (82) 3221-1042 ARAPIRACA: (82) 3482-2400
id5 soluções web